terça-feira, 25 de outubro de 2016




QUEM SOMOS NÓS?


Boa noite às leitoras! Quem acompanha o blog já está lendo sobre algumas dicas de alimentação saudável, atividade física e sobre o equilíbrio mente, corpo e espírito.

Quando se opta por ter uma vida mais saudável, você também esbarra em alguns desencontros sociais. Nem todas as pessoas estão na mesma sintonia que a sua, e nem todos optam ou querem deixar seus prazeres mundanos e se disciplinar para uma vida livre de doenças, porque isso exige disciplina, rigor, dizer não aos vicíos não é fácil, até porque atrás de todo vício tem-se uma Matrix que investe pesado em mídia para alienar a população desinformada a consumir desmedidamente seus produtos tóxicos.

Não estou aqui para julgar ninguém, muito menos impor regras. Meu objetivo é trazer conhecimentos e reflexões. Qual futuro você quer pra você, e qual legado você quer deixar para a sua família?

Toda transformação exige também abdicação, quando se decide a ter hábitos mais saudáveis certamente que você terá de abdicar de muitos outros hábitos que estão lhe trazendo prejuízos. É preciso rever velhas  práticas que podem não se encaixar mais num novo momento de nossas vidas. É preciso conhecer nosso corpo, entender nossa mente, respeitar nosso organismo.

A proposta de hoje é levar a cada um de vocês a repensarem as atitudes de seus pensamentos, afinal somos o que pensamos! Sim, cabe a nós cuidar de uma boa alimentação, fazer atividade física, mas do que adianta tudo isso se você sabota tudo com seus pensamentos negativos, destrutivos.

Deixo então uma reflexão de um documentário abaixo, é só clicar no link: 

Quem somos nós!

 Reserve um tempinho do seu dia para refletir mais sobre esse tema.

Espero que gostem! Bom filme!





terça-feira, 18 de outubro de 2016



INTESTINO, O SOBERANO


CONHEÇA O INTESTINO




Boa noite as leitoras! O tema de hoje, o seu intestino. Você tem cuidado bem do seu intestino? Ou você é daquelas que só se lembra que tem um intestino quando ele te dá  sinais que as coisas não andam bem, não funciona no dia a dia? Se a resposta for sim, reveja seus conceitos, porque se devemos nos preocupar com o que ingerimos na nossa alimentação, da mesma forma devemos nos preocupar se colocamos  para fora os resíduos  através das fezes em períodos regulares e satisfatórios.

Se temos já uma boa alimentação, precisamos que os nutrientes sejam absorvidos de forma adequada para o nosso corpo, bem como a água que bebemos, e esse é o trabalho do intestino. 

É no intestino onde ocorre a troca do meio externo com o nosso corpo, se você se preocupa com uma boa alimentação, já está no caminho certo, porque uma coisa está ligada a outra. Não existe intestino saudável se sua alimentação é cheia de açucares, e industrializados. A perfeita função da barreira intestinal e da microbiota são requisitos para a saúde e bem-estar. Você já deve ter se deparado com algumas pessoas chamando o seu intestino de segundo cérebro, e não é a toa, ele é responsável pela produção da serotonina, que é um hormônio que atua no nosso humor, sono e intelecto.

Quando nascemos nosso trato gastrointestinal é estéril, com os anos e a  forma que conduzimos as nossas vidas vai se formando uma microflora intestinal, de acordo com a nossa alimentação, uso de antibióticos, dieta, idade.
Pesquisas comprovam que 95% de todas as  doenças tem início bem aí neste órgão de eliminação. Fique atenta, um intestino saudável deve te levar ao banheiro de 2 a 3 vezes ao dia. O desequilíbrio bacteriano leva ao aparecimento de diversas doenças como a síndrome do intestino irritável, inflamação intestinal, câncer no cólon, gastroenterite e disbiose.


ALGUNS CUIDADOS PARA SE TER UMA BOA SAÚDE INTESTINAL





Como já dito, a alimentação é fundamental se você quer ter um intestino saudável. Dieta inadequada cheia de açúcares, estresse, poluição ambiental, ou mau funcionamento do sistema imunológico, causam um desequilibrio biologico, com o crescimento desordenado de bacterias, fungos e outros invasores, daí podem aparecer doenças como a doença de Crohn e a colite ulcerosa. É preciso então uma mudança de padrões, uma boa alimentação, ficar longe do estresse, poluição, e pensamentos negativos que influenciam a saúde deste órgão.

Já que a alimentação é tão determinante para o intestino saudável, as folhas verdes, o suco detox e as fibras, vão trazer os benefícios que precisamos.
E evitar ao máximo produtos industrializados, açúcares, pães, massas, refrigerantes, farinhas e cereais refinados.


PREBIÓTICOS E PROBIÓTICOS



Os prebióticos podemos encontrá-los em alimentos de origem vegetal como cebolas, alhos, tomates, bananas, cevadas, aveias, trigos, mel, chicória, aspargos e alcachofra.

Os probiótiocos também são aliados do trato intestinal, e podem regular até o transito intestinal, são ricos em microorganismos vivos que são extremamente benéficos à nossa microbiota do sistema digestivo. Um exemplo é o kefir;




KEFIR





É uma opção de probiótico, derivado da fermentação do leite ou outras opções, e possui bactérias encontradas somente neles, como o Lactobacillus caucasus, leuconostoc e espécies de acetobacter e streptococcus, além de algumas leveduras benéficas que dominam, controlam e eliminam as leveduras prejudiciais presentes no organismo.

Esta é uma boa opção para regular o intestino!



SEGUEM ALGUNS ALIMENTOS ALIADOS DO INTESTINO



  • FEIJÃO
  • KIWI
  • BATATA DOCE
  • MIX DE NUTS (AMENDOAS, NOZES, CASTANHAS)
  • PERA
  • BRÓCOLIS
  • AMEIXA-PRETA




Espero ter contribuído com estas informações... e viva um caso de amor com o seu intestino!!!





Referencias bibliográficas: Google academico. site UNIFESP/EPM, IPEMED

sábado, 8 de outubro de 2016


LOW CARB,
 ENTENDA ESSA DIETA E SEUS BENEFÍCIOS


Boa noite as leitoras! Low carb, o assunto agora e entender um pouco mais desta dieta e como trazer os benefícios para a sua saúde. Se você pegar ao pé da letra Low Carb, significa pouco carboidrato, ou seja, o consumo de pouco ou quase nada de carboidratos, a não ser o de alguns legumes. Este conceito de baixo consumo de carboidratos se enquadra também nas modalidades como a Paleo, a South Beach, a Zone Diet, a Slow Carb, e a cetogênica.

Esta denominação ficou famosa devido ao insucesso de inúmeras dietas com redução de gordura (light e zero gordura), por não demonstrarem sucesso. Perceberam que mesmo com aumento de produtos diet, light e zero nas prateleiras, houve um aumento no número de obesos?

A Low Carb vem com uma nova proposta, que é a redução de ingestão de carboidratos, já que eles são responsáveis pelo acumúlo de gorduras. E como isso acontece? Para entender melhor como isso tudo acontece, você irá entender que ao ingerir pães, massas, biscoitos, doces e tantos outros alimentos ricos em carboidratos o nosso corpo os transformam em glicose, elevando os níveis desse açucar no sangue que é tóxico. Com esse excesso de açucar o nosso corpo libera a insulina, a qual vai suspender a queima de gordura, converte esse açucar em gordura e acelerar o estoque de gordura. Com a insulina circulando no sangue fica difícil transformar todo esse açucar em energia, acumulando então em gordura e com a escassez de energia o corpo pede mais comida...gente isso é um círculo vicioso!!!
Sendo assim, o que se preconiza é induzir o corpo a obter gorduras da alimentação e do próprio corpo como principal fonte, tornando a glicemia mais baixa, os picos de insulina então são evitados e a saciedade aumenta, a fome diminui e o emagrecimento acontece!

Comer de forma Low Carb, não significa zerar os carboidratos ou exagerar na quantidade de gorduras onde não há necessidade. Significa não optar por doces, bolos, pães, massas ou industrializados com farináceos de índice glicêmico alto e dar prioridade as proteínas e gorduras vindas da natureza, como ovos, carnes, abacate, oleaginosas e carboidratos de vegetais, sementes e frutas com baixo índice glicêmico.
Quase tudo onde o carboidrato está presente são em alimentos processados, cheios de glúten e que liberam uma grande quantidade de açucar, um veneno silencioso. Em contrapartida o nível de insulina ao cair com a nossa adaptação da dieta Low Carb, menos ingesta de carboidrato, contribui para os níveis de insulina no sangue cair, assim se é a insulina que segura a gordura dentro do tecido adiposo, ao cair seus níveis a gordura é liberada e transformada em energia, ou seja, há uma queima de gordura indesejadas, sabe aqueles "pneuzinhos", esteatose hepática, então evita tudo isso.

Portanto a dieta Low Carb, preconiza os alimentos hipoinsulínicos, ou seja, não estimulam a liberação de insulina, fazendo que o seu próprio corpo use da gordura para retirar a energia necessária para você realizar as suas atividades. Assim todo o carboidrato que seu corpo precisa para sobreviver virá da gordura ou da proteína consumida, num processo que se chama gliconeogênese, transformando em glicose, gerando a energia que seu corpo precisa!

Os alimentos que deverão ser ingeridos serão os ricos em gorduras saturadas, monoinsaturadas e poliinsaturadas. A gordura trans deve ser excluída, como margarina, óleos hidrogenados,.

Com essa dieta você não terá sensação de fome, já que o carboidrato será substituído por gorduras e proteínas. A perda de peso é maior e mais rápida.
Sem contar que os fatores de risco para problemas cardíacos diminuirão drasticamente, triglicérides reduzirão, haverá um aumento do HDL e diminuição do LDL, que é o mal colesterol, os níveis de insulina caem evitando assim surgimento de doenças como diabetes tipo 2
.
Existem inúmeros benefícios quando se tem uma alimentação saudável. Priorize comida de verdade, quando bem orientada trará muitos benefícios para sua saúde, e a dieta Low Carb fará por você excelentes resultados...por isso nunca deixe de consultar um especialista médico ou um bom nutricionista para lhe ajudar.

Veja alguns alimentos que você poderá consumir com maior quantidade neste período:





  • Abacate, morango, pêssego, melão e coco.
  • Proteínas mais magras como peixes e aves sem pele, carnes magras como patinho, filé mignon, alcatra. Nozes, macadâmias, azeitonas, azeite.
  • Abobrinha, brócolis, couve-flor, acelga, cogumelos, aipo, tomate cereja, couve, agrião, pimentão, aspargos, abobrinha, berinjela, espinafre, pepino, cebola, chuchu, vagem, rúcula, escarola, alho-poró, aipo e alface.

Espero ter esclarecido sobre a Low Carb, como faze-la corretamente e os benefícios que podemos obter na nossa saúde! Bom fim de semana, boa dieta, e um excelente estilo de vida!






Referências bibliográficas: nutricao sadia. google acedêmico, UFTM, Dietas Low Carb.





OS PILARES PARA UMA VIDA SAUDÁVEL



Boa tarde de sábado a todas as leitoras! Fiquei feliz em saber que este blog está atingindo também outros países, como França, Canadá, Russia e demais, é um incentivo a mais para continuarmos conversando sobre alguns temas relevantes para a vida. 

Para começar o assunto de hoje, irei recordar que este tema ainda insistirei nele, vou falar novamente da tríade que acredito muito, que é estar bem com o corpo, mente e espírito. Li esta semana alguns posts falando sobre a influencia da desnutrição, intoxicação e conflito emocional na conexão com doenças graves como o câncer. Então peguei alguns autores que também defendem a tríade da qualidade de vida e postei pra vocês, espero que gostem!

Para quem se preocupa com a qualidade de vida sabe que ter saúde é a base para uma vida melhor. E saúde não significa apenas ausência de doenças. É também o seu bem estar físico, mental e social. Na vida moderna existem muitos fatores que contribuem para o surgimento de doenças. Entre eles destacamos o sedentarismo, a alimentação inadequada, qualidade do sono e estresse e modulação hormonal.

Para alcançarmos sucesso na nossa decisão de obter novos hábitos e estilo de vida, aqui fica algumas dicas:

Seja realista - faça pequenas mudanças no decorrer do tempo quanto ao que come e ao nível de atividade física que pratica. além do mais pequenos saltos funcionam mais que grandes saltos.

Seja aventureiro - amplie seus gostos para experimentar uma variedades de alimentos.

Seja flexível - vá em frente e equilibre a sua alimentação com a atividade física, busque informações em fontes seguras e gerencie seus hábitos.

Seja sensível - aprecie os melhores alimentos para a sua saúde, fazendo seu uso com moderação.

Seja ativo - ande com o seu cão, não olhe apenas o cão andar. Vá a pé até a feira, ao supermercado.

Beba muita água - a boa saúde é reflexo de uma alimentação saudável. Não sabe a quantidade de água que você deve ingerir por dia? Simples faça o exame de bioimpedância que te dará a quantidade personalizada para você.


QUE SEU REMÉDIO SEJA O SEU ALIMENTO, E QUE SEU ALIMENTO SEJA O SEU REMÉDIO




Hipócrates já sabia muito bem como funciona o metabolismo do nosso corpo. Hoje em dia todos sabem se alimentar de forma saudável, mas poucos aceitam passar por uma mudança de hábitos que gerem uma reeducação alimentar. Com uma alimentação saudável você consegue benefícios como um intestino também saudável, pre-requisito para uma vida saudável, já que este está intimamente ligado como uma área de troca com o meio externo.


ATIVIDADE FÍSICA, COMPLEMENTO DE UMA VIDA SAUDÁVEL




A prática regular de atividades físicas ajuda na prevenção dos problemas trazidos pelo sedentarismo e permite a sensação de prazer diminuindo os sentimentos de depressão e ansiedade.

Os exercícios devem ser aeróbicos e também anaeróbicos.Primeiramente, eles estão ligados ao tipo de metabolismo energético que está sendo utilizado preferencialmente e ambos podem ter qualquer tipo de intensidade, a escolha não interfere o modo no qual você praticará, mas sim como fará. Quando falamos de exercícios aeróbicos, estamos querendo dizer que o oxigênio é o fator principal. É um estimulador da função dos sistemas cardiorrespiratório e vascular e também do metabolismo, uma vez que aumenta a capacidade cardíaca e pulmonar para suprir a energia do músculo a partir do consumo do oxigênio. Se você está precisando deste tipo de prática, a caminhada (desde que seja mais de meia hora), corrida, pedalada, natação e a dança são tipos de exercícios que utilizam vários grupos musculares ao mesmo tempo e a duração dos movimentos influencia mais do que a velocidade! Uma simples caminhada ao ar livre não significa necessariamente que você está praticando um exercício físico, mas pode trazer benefícios consideráveis para quem está procurando algo que o tire do sedentarismo. A atividade física acontece quando nossas ações corporais resultam em um gasto calórico acima do obtido com o repouso, como uma simples subida de escada. Já o exercício físico é o resultado de movimentos executados de forma planejada, com determinada duração, frequência e intensidade para que seja alcançado o objetivo almejado.


Já o exercício anaeróbico é aquele que utiliza uma forma de energia que não depende do uso de oxigênio, e é feito com alta intensidade e curta duração, diferentemente do aeróbico. Exemplos de exercícios anaeróbicos são corridas de cem metros rasos, saltos, arremesso de peso, bem como exercícios de força ou resistidos, como a musculação.


SONO E ESTRESSE, UM EQUILÍBRIO


A qualidade do sono está intimamente ligado a qualidade de vida de uma pessoa. Pessoas que dormem mal, tem efeitos metabólicos que causam serias consequências. Então procure dormir melhor. Podemos seguir algumas dicas para se ter uma boa noite de sono. A alimentação é uma das responsáveis para ter um bom relaxamento durante o sono, alimentos como a banana, aveia, mel, arroz integral sem glúten, ovo, salmão, maracujá, couve e alface são indicados, por apresentarem propriedades que ajudam a ter uma boa noite de sono.


Mas se você é uma daquelas pessoas que tem uma vida estressante e acha que alimentos deste tipo não irá lhe trazer resultados, procure ter um hobbie, isso mesmo, faça uma atividade de que de prazer, que você goste e se sinta bem. Pode ser Yoga, Tai Chi Chuan, meditação, exercício de respiração, dança de salão, pintura ou qualquer outra atividade que “te desligue” dos problemas por algumas horas, mas deem uma atenção especial à meditação. E se nada disso ainda resolveu, existem suplementos como a glutamina, porém você deve procurar orientação com o seu médico para que ele te indique a forma de tratar o seu estresse.


Para você esquecer dos problemas, estresse e relaxar o próprio corpo, tente ao chegar em sua casa, inicie com uma música, sempre na hora que você estiver indo para a sua casa, e ela deve ser calma e baixa (escolha uma que você goste e te tranquilize, de preferência), falando “esta música é o início do meu relaxamento”. Tome um banho quente quando chegar em seu lar, e repita as mesmas palavras, só que mude o foco: “este banho é meu relaxamento”. Prepare um chá de hibisco (ou qualquer outro da sua preferência que tenha poderes calmantes) e repita as mesmas palavras, até a hora em que você for se deitar, e faça do seu quarto um lugar tranquilo e relaxante, sempre com as luzes apagadas, aconchegante e pronto para o seu descanso. Evite sim luzes acessas, até mesmo aquelas dos aparelhos ligados na tomada, elas impedem que seu corpo entenda que já é noite e libere a melatonina, esse hormônio que reconstitui o nosso corpo durante a noite.


MODULAÇÃO HORMONAL




Esse tema é bastante polêmico, aqui vamos falar de hormônios bioidenticos, são hormônios que possuem exatamente a mesma estrutura química e molecular encontrada nos hormônios produzidos pelo nosso organismo, apesar de fabricados em laboratório.Nada de pensar em hormônios sintéticos, que não são recomendados a ninguém e que te trarão prejuízos irreversíveis.


Com o envelhecimento as taxas hormonais caem. Temos na fase de declínio hormonal a tireopausa, eletropausa, melatopausa, adrenopausa, andropausa, menopausa e somatopausa.


Algumas pesquisas têm mostrado que o Hormônio do Crescimento tem a capacidade de reverter algumas interações do envelhecimento, como fazer os cabelos voltarem a crescer quando não há uma causa genética preponderante, revitalizar a pele, diminuir as rugas e a flacidez da pele, tornar as unhas brilhantes e resistentes, recuperar a musculatura, fazer desaparecer a massa gordurosa excedente, inclusive a gordura visceral e a esteatose hepática, diminuir o LDL (colesterol ruim) e aumentar o HDL (colesterol bom), além de corrigir a osteoporose, melhorar os ligamentos, articulações, libido, desempenho sexual, sono, humor e memória. Mas para fazer todo esse processo é preciso procurar um bom médico, que irá trabalhar o seu corpo de acordo com suas necessidades, e fuja destes conselhos de academia que tomar hormônios ira te trazer músculos e um corpo definido. Para se obter resultado você deverá optar por uma vida saudável, uma alimentação limpa, praticar muita atividade física e ter um bom descanso e boa qualidade de sono.

Hoje era isso que queria deixar pra vocês! espero que eu tenha contribuído um pouquinho com estas informações!





Referências bibliográficas: Alimentação saudável, Atividade física e Qualidade de vida de Roberto Vilarta; site saudesporte; Os quatro pilares de uma vida saudável; Google academico.